Saúde Bucal.net

Você já deu sua escovadinha hoje?

  • Promovendo Saúde…

    Este espaço foi criado para promover a saúde bucal... num país de desdentados... quero com este espaço poder levar diversas informações sobre saúde , escovação, alimentação, sorrisos saudáveis com uma linguagem dinâmica e clara ... Obrigada pela sua visita e espero que seja de algum modo útil pra você! Volte sempre!
  • Dias sorridentes…

    julho 2005
    S T Q Q S S D
    « mar   mar »
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    25262728293031
  • Visitantes

    • 288,223 sorrisos saudáveis
  • Créditos

Pílula x Antibiótico

Posted by Drª Danny em julho 24, 2005

CUIDADO AO MISTURAR PÍLULA E ANTIBIÓTICO

 

Cerca de 70 milhões de mulheres em todo o mundo utilizam contraceptivos orais, mais conhecidos como pílulas anticoncepcionais. Além do esquecimento de tomar o comprimido, outros fatores estão associados à perda da eficácia desse método contraceptivo, como vômitos, diarréia e uso concomitante de outros medicamentos. É o que dizem Eduardo Andrade e José Ranali, da Universidade Estadual de Campinas, e Elisabete Corrêa, da Universidade Metodista de São Paulo, em artigo publicado na Revista de Odontologia da Universidade de São Paulo (volume 12; número 3). Se tomada junto com antibióticos (também chamados de antimicrobianos), a pílula pode não fazer efeito, deixando as mulheres desprotegidas contra uma gravidez indesejada.

De acordo com o artigo, essa constatação foi feita pela primeira vez em 1971. Pesquisadores notaram uma maior incidência de sangramento entre as menstruações em mulheres que usavam contraceptivos orais e, ao mesmo tempo, tomavam um antibiótico – a rifampicina – para tratamento da tuberculose. Esse sangramento, caso nunca tenha ocorrido antes, pode ser considerado um sinal clínico de que o método anticoncepcional perdeu sua eficácia. Alguns anos depois, um estudo mostrou que, de 88 mulheres que tomavam, simultaneamente, pílula e rifampicina, 62 tiveram distúrbios do ciclo menstrual e cinco engravidaram. Esse resultado é preocupante, considerando-se que o esperado é a pílula anticoncepcional falhar em apenas 1% das vezes.

Os contraceptivos orais, tradicionalmente formados por uma associação dos hormônios estrogênio e progesterona, atuam inibindo a ovulação, atrofiando o revestimento do útero e dificultando a passagem dos espermatozóides devido ao aumento da viscosidade do muco cervical. Para minimizar os riscos cardiovasculares e outros efeitos colaterais associados às pílulas, as dosagens hormonais desses remédios foram reduzidas. “Sob circunstâncias normais, estas concentrações mais baixas são bastante efetivas. Porém, na presença de antimicrobianos, os níveis hormonais, já reduzidos, podem cair ainda mais, comprometendo a eficácia dos contraceptivos orais”, explicam Elisabete, Andrade e Ranali no artigo.

Os hormônios da pílula são absorvidos pelo trato gastrintestinal, caem na corrente sangüínea e vão parar no fígado, onde 50% do estrogênio são transformados em outros compostos sem atividade anticoncepcional. Esses compostos se misturam à bile e, portanto, são lançados novamente no trato gastrintestinal. Uma parte deles é eliminada nas fezes e a outra sofre a ação de enzimas produzidas pelas bactérias que vivem no intestino. O produto dessa reação enzimática é o estrogênio ativo, que pode então ser reabsorvido, aumentando o nível do hormônio circulante no sangue e garantindo o efeito contraceptivo.

Os antibióticos (também chamados de antimicrobianos) destroem as bactérias intestinais e, conseqüentemente, não mais ocorrem aquelas reações enzimáticas que liberam estrogênio ativo, cujo nível diminui no sangue. Essa seria uma explicação para o fracasso dos contraceptivos orais quando tomados junto com antibióticos. No entanto, isso não explica porque as pílulas que contêm apenas progesterona perdem sua eficácia quando usadas simultaneamente com antimicrobianos.

A aceleração do metabolismo hepático é outro mecanismo pelo qual os antibióticos podem reduzir as concentrações hormonais e, portanto, levar ao fracasso das pílulas anticoncepcionais. “Existem, porém, dados conflitantes na literatura e ainda não há uma explicação definitiva para o processo”, afirmam Elisabete, Andrade e Ranali no artigo. Aliás, há quem defenda que a interação entre a pílula e o antimicrobiano não ocorre em todas as mulheres, mas apenas nas mais suscetíveis. “Mas, até o momento, não há meios para saber quais mulheres são mais suscetíveis a essa interação medicamentosa”, completam os autores.

“O uso dos antimicrobianos para profilaxia e tratamento de infecções orais é uma prática comum em Odontologia”, lembram os pesquisadores no artigo. Eles contam também que, “nos Estados Unidos, uma paciente que usava contraceptivo oral engravidou após ter tomado um antimicrobiano prescrito por um dentista. Ela levou o caso à Justiça e o Dentista foi obrigado a dar auxílio financeiro à criança. No Brasil, não há relatos desse tipo na literatura, mas essa é uma complicação que deve ser evitada, para o bem-estar de ambos, paciente e profissional”. É raro uma paciente informar ao dentista que toma pílula anticoncepcional. Por isso, ele deve adverti-la sobre o risco de interação medicamentosa e encaminhá-la a um médico.

Agência Notisa (jornalismo científico – scientific journalism)

Este Artigo foi Pesquisado no site:MEDCENTER-ODONTOLOGIA sendo os direitos autorais creditados aos seus Autores.

Anúncios

11 Respostas to “Pílula x Antibiótico”

  1. Anonymous said

    Hi, very informative blog. I’ve been interested in ##KEYWORD# issues for some time and have

    set up my own hair loss drug blog. Come and

    check it out if you’ve got time. In the meantime I must bookmark your site.

  2. Angelica said

    Dani…tá tudo fofo aqui tambem!! Valeu minha dentista preferida…rsss
    Bjussss

  3. Didia araujo said

    olá eu queria tirar uma dúvida como e que posso fazer?

  4. George said

    Olá! …
    Gostaria de alguma ajuda… Um conselho, enfim…
    Dê uma olhada no meu Blog Drª..
    Abraços..

    George.

  5. nani said

    Gostaria de saber se o medicamento Fluxon ( medicamento para tonturas, depressões juntamente com o uso de pilulas cortam seu efeito ( o da pilula) gostaria da resposta pelo meu e-mail

  6. vania said

    Boa tarde eu tou a tomar a pilula yasmin mas tomei um comprimido que a minha tia de frança trouxe que é: BI-PROFÉNID 150MG KÉTOPROFÉNE.Gostava de saber se tira o efeito MAS É URGENTE RESPONDA PARA O MEU MAIL.OBRIGADO

  7. PATRICIA said

    OLÁ. fIZ ABDOMINOPLASTIA DIA 06/11/2009 TOMEI DIANE ANTICONCEPCIONAL, CERTINHO. TOMEI CEFADROXIL 500MG,TORAGESIC,DORFLEX,LOSEC, POR OITO DIAS.ATE DIA 13/11. DIA 21/11 TERMINEI O DIANE, VOLTO A TOMAR 29/11.DIA 24/11 FIZ SEXO SEM PRESERVATIVO MAS NÃO EJACULOU DENTRO, QUAL A PROBABILIDADE DE FICAR GRÁVIDA? MESMO SENDO 8 DIAS DE REMÉDIOS POS CIRURGICOS, E NA SEMANA DA MENTRUAÇÃO SEM O DIANE, PODE ESSES REMÉDIOS TEREM TIRADO O EFEITO DO ANTICONCEPCIONAL?QUERO A SUA RESPOSTA.
    GRATA

  8. Helen Fernandez said

    Boa tarde, estou muito preocupada e não sei mais a quem recorrer. Não posso ligar para minha ginecologista por hoje ser sábado e preciso tirar rapidamente uma dúvida. Sou usuária do anticoncepcional Elani Ciclo, porém precisei tomar antibióticos no começo desse mês. Tomei Amoxicilina do dia 06/08 ao dia 12/08 e comecei uma cartela nova de Elani no dia 08/08. Por segurança meu namorado e eu decidimos usar camisinha durante todo o mês de agosto, porém ontem, dia 27/08 a camisinha estourou, faltando apenas uma pílula, que será tomada hoje, para a cartela acabar. Acho que as possibilidades de gravidez não são altas, mas estou preocupada e ficaria MUITA AGRADECIDA se me ajudassem, pois se houver risco de gravidez eu procurarei o mais rápido possível uma pílula do dia seguinte, pois não tenho maturidade nem preparação para ter um filho agora. Desde já agradeço muito pela atenção.
    Obrigada.
    Beijos.

  9. fabia said

    Boa noite .
    Gostaria de saber durante quanto tempo é que o antibiotico corta o efeito da pilula e se corta o efeito da pilula durante todo o mes pois tive relaçoes com o meu namorado (sem usar outro metodo contraceptivo) antes de tomar os antibioticos e disseram me que o efeito da pilula era cortado durante todo o mes, desde o inicio da toma. Por favor, é urgente!

    Obrigada

  10. Maria said

    Bom dia
    Tenho uma duvida, eu tomo a pilula Harmonete já à uns anos, agora tive que tomar uma natibiotico o “Uroflox”, gostaria de saber se corta o efeito da pilula e quantos dias depois do fim da toma do antibiotico ainda interfere com a eficacia da pilula.

    Obrigada
    Maria

  11. Juliana said

    Olá, iei extrair um dente e teria que tomar um antibiótico durante três dias. Eu faço o uso da pílula anticoncepcional ALLESTRA 20, gostaria de saber se esses três dias que tomará o antibiótico é o suficiente para cortar o efeito do anticoncepcional ? Obrigada desde já. Juliana

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: